segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Papa Francisco Muda as Regras para Anulação de Casamento Religioso - Papa Facilita Anulações de Casamento Religioso

EXTRA! EXTRA! Esta é uma notícia muito esperada por muitos brasileiros, portugueses, italianos, espanhóis, entre outras nacionalidades que se casaram pela segunda vez apenas no civil: o Papa Francisco acaba de reformular as regras para os pedidos de anulação de casamento religioso católico.

De acordo com o publicado pela agência de notícia Reuters, o Papa Francisco alterou os complicados procedimentos de anulação de casamento da Igreja Católica. Uma decisão ansiosamente esperada por muitos casais de todo o mundo que se divorciaram e voltaram a se casar fora da Igreja.

O Vaticano declarou nesta segunda-feira (dia 07/09/2015) que o papa redigiu um documento conhecido como Motu Proprio – “de sua própria iniciativa”, em latim – que muda a maneira como os católicos poderão obter as anulações de casamento.

Os detalhes do documento, que deve aperfeiçoar e simplificar o procedimento, serão divulgados na terça-feira (08/09/2015) durante uma coletiva de imprensa no Vaticano.


A anulação de casamento religioso, conhecida formalmente como “decreto de nulidade”, é o veredito de que um casamento religioso não é válido nos termos da lei da Igreja, uma vez que certos pré-requisitos como livre arbítrio, maturidade psicológica e disposição de ter filhos não foram cumpridos.

A Igreja Católica Apostólica Romana, que tem 1,2 bilhão de fiéis, não reconhece o divórcio. Os católicos que se divorciam e se casam novamente em cerimônias civis são considerados ainda casados com seu primeiro cônjuge e vivendo em pecado, o que os impede de receber sacramentos como a comunhão.

Esta alteração da legislação canônica irá beneficiar inúmeros casais no mundo inteiro.

Para saber mais sobre a novidade:



Foto: reprodução

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Kilt para Casamentos - Traje Escocês Masculino para Casamento - Compra e Aluguel Online

Olá todas(os) as leitoras(es) do blog Noiva Com Classe! :D
Quem é vivo sempre aparece! ;)

Não me esqueci de vocês. E muito menos do blog Noiva Com Classe. Como vocês já sabem, não vivo do blog. Então não estou "amarrada" com contratos publicitários e nem muito menos promovendo serviços por ganhar dinheiro com isto. 

O que publico no blog Noiva Com Classe é porque gosto, o que indico aqui é porque acredito no perfil e no trabalho da empresa. 

Se o seu trabalho e/ou sua empresa for apresentado(a) aqui, significa que gostei de verdade! :D

Novidades virão no futuro (sem data programada)... Não posso contar nada agora. Segredo! Minha vida está mudando bastante. E preciso ficar afastada das postagens. Mas acompanho tudo o que acontece aqui dos "bastidores", inclusive leio todos os comentários publicados pelos leitores. O blog não está abandonado de jeito nenhum!


O leitor Vinícius pediu indicação de onde comprar ou alugar um traje escocês completo para casamento (traje de noivo com kilt escocês). Fiz um esforço pessoal para "aparecer hoje" e postar sobre o assunto.

Primeiro, o ideal é explicar o que é um kilt e resumidamente a sua história, caso alguém não conheça o assunto:

"O kilt é uma saia masculina, pregueado na parte de trás, trespassado na parte da frente, de comprimento da cintura até aos joelhos e sem o uso da cueca. Na Escócia, é feito tradicionalmente de tecido de lã e com padrões de tartã, sendo utilizado por guerreiros e batedores dos clãs, cada clã possuindo o seu próprio tartã. Era o traje típico de homens e jovens das montanhas escocesas do Século XVI. Desde o Século XIX, está associado a toda a cultura escocesa e com a herança da cultura céltica. 

(...) acredita-se que o primeiro kilt é datado de 2000 a.C. e foi encontrado perto da região de Nuremberg, na Baviera, trazido pelos povos célticos." (Wikipedia)

Sobre a polêmica do kilt que é usado sem cueca. Bom, tradicionalmente é usado sem cueca. Isso mesmo. Mas também existem alguns homens hoje em dia que usam uma espécie de short ou cueca confeccionada na mesma padronagem do kilt. Cada um com seu gosto... 

Mas não se esqueçam que o comprimento do kilt é na altura dos joelhos. Ou seja, nada de querer sair por aí de "mini-saia", certo? Mesmo porque sem cueca seria bem problemático... e "saia curtinha", que para uma mulher é muitas vezes um tanto vulgar (em especial se for "micro saia"), para um homem ficaria horrível!!!

Foto e desenho de um traje kilt completo (traje escocês masculino):




O kilt como traje completo para ocasiões formais vem acompanhado dos acessórios tradicionais:

Jacket: na foto aparece o modelo mais formal, usado apenas em eventos tipo black tie. É um dos modelos mais elegantes também.

Tie: gravata tipo borboleta (black tie). Pode-se usar o kilt com outros tipos de gravata caso não se use um "paletó de casaca".

Belt and Buckle: cinto e fivela especial, geralmente com símbolos celtas.

Sporran: geralmente feita de pele animal. É uma espécie de "bolsa". Tem a função de bolso no kilt.

Kilt: a "saia masculina" propriamente dita. Ela define o Clã.

Garter Flashes: uma espécie de elástico (uma "liga") com detalhes em tartan, na mesma padronagem do kilt.

Kilt Hose: meia especial comprida em tamanho 3/4, feita especialmente para se usar com o kilt.

Kilt Pin: um broche (alfinete em Portugal) que serve para prender a parte dianteira do "envelope" do kilt.

Skean Dhu: uma faca pequena, geralmente adornada com uma pedra.

Guillie Brogues: sapato especial para uso com o kilt. Ele não tem aquela tradicional "lingua" e possui um cadarço longo e de couro.

Sinceramente, com meu sangue celta (que muita gente do Brasil, Portugal e Espanha também tem), acho lindo um homem de kilt! Tem que ser "muito macho" para usar um sem ter medo de "ficar afeminado". Um homem que tem estilo, força e atitude consegue passar um ar masculino poderoso de highlander quando usa um kilt, a famosa "saia escocesa masculina". 

Fotos da Família Real Britânica. Príncipe Charles com um kilt. Na segunda foto aparece o Príncipe William usando um kilt:



Príncipe Phillip quando jovem (o Duque de Edinburgh), que é o marido da Rainha Elizabeth II, com um kilt:


Sean Connery, um dos mais famosos James Bond - Agente 007 - do cinema usando um kilt:


É preciso ter origem celta e/ou britânica para usar um kilt? Não é preciso. Claro que se você tiver pelo menos uma pitada "do sangue celta" vai ter um simbolismo especial. Mas o uso do kilt hoje em diamesmo para aqueles sem origem étnica celta ou britânica, tem se propagado. Pode-se ver vários homens de países diferentes que por razões distintas apreciam o uso do kilt. Mesmo porque tradicionalmente nem todos os homens eram membros do clã por sangue:

"Por volta do século XII, foram identificados os primeiros registros de uniformidade nas vestes de lã com padrão xadrez (tartan) de um grupo de escoceses, vinculados a um "senhor", que era o dono das terras. Este lord, também conhecido como Chief, era o patriarca do clan, responsável por várias atribuições, dentre elas a de julgar e comandar as guerras/conflitos e contava com a total fidelidade de seus homens, que na maioria das vezes não eram membros da família, mas, sim, pessoal que trocava o serviço militar por proteção e um pedaço de terra. O mais curioso era que mesmo sem pertencer à família, os "protegidos" tinha que usar o nome do Chief em seus nomes, configurando, assim, a nomenclatura que persiste até hoje." (Clan Mach'hamilton)

O ex-jogador Bernie Williams da MLB New York Yankee no desfile "Dressed To Kilt" em Nova York:


O ator bonitão super famoso Gerald Buttler usando um kilt em Londres:


O kilt simboliza para o homem ser um guerreiro poderoso, um highlander, um homem forte com estreitos laços de honra e solidariedade com seu clã.

Para quem gosta, não custa relembrar o filme Braveheart:



Já aviso que este post irá sofrer atualizações posteriores, já que o escrevi "correndo". Encontrei alguns sites para indicar com venda ou aluguel de trajes escoceses (kilt). Há preços para todos os bolsos, estilos diferentes, cores diferentes (tartan de acordo com o clã), etc. A maioria das empresas vendem online. Os sites seguem logo abaixo.


SITES DE LOJAS QUE VENDEM OU ALUGAM KILTS - TRAJE MASCULINO ESCOCÊS ("SAIA MASCULINA")

Escócia, Inglaterra, País de Gales (Reino Unidoe Irlanda 







Scotland Shop

Keith Scott Kilts

The Kilt Store

Kilts For Hire

A1 Kilt Hire

Welsh Tartan

Geoffrey Kilts (Geoffrey The Taylor)

Kilt Markers (Houston Traditional Kilt Makers) 

21st Century Kilts (loja dos moderninhos e descolados - artistas, cantores, pessoal da midia e do mundo fashion compram seus kilts estilizados lá)

Amazon Uk

Best Price (site de buscas de produtos)


Estados Unidos

Kilt Rental USA

Atlanta Kilts

Kilts N Stuff (The Celtic Crotf)

The Scotland Yard Store

Got Kilt

Burnetts & Struth

USA Kilts


Canadá

Burnetts & Struth

Mc Kilts


Brasil




China 
(nota: verifique se o modelo é feminino ou masculino - o site mistura tudo!)


Fotos: The Scotland Kilt Company / reprodução

domingo, 8 de março de 2015

Um Casamento Medieval Real na Inglaterra - Casamento Medieval Verdadeiro

Não houve um casamento como este por algum tempo. Na verdade, por cerca de sete séculos!!! Tenho certeza que alguns noivos irão ficar encantados com esta ideia. Para os fãs absolutos do período medieval, contos de fadas e histórias de cavalaria, este seria o casamento perfeito. Como sou estudiosa de Heráldica e Genealogia (em especial da minha própria família), além de frequentar eventos e festas medievais realizadas na Europa - a Alemanha tem um dos melhores festivais - confesso que acho um charme

O casal recriou uma cerimônia de casamento medieval fantástica, onde todos os convidados se vestiram de acordo e o banquete também foi em estilo medieval (sem talheres, é claro). Foi uma cerimônia simbólica, já que o casamento civil foi realizado em separado. Mas nada impede um casamento religioso neste estilo, caso o sacerdote aceite vestir-se com trajes medievais.

A noiva chegou montada em uma égua branca usando um vestido de noiva feito com cerca de 82 metros de seda (270 feet). E esperando por ela estava o seu cavaleiro de armadura brilhante de aço forjado à mão com aparas de latão e veludo. O valor final da armadura foi de £ 10,000 (dez mil libras esterlinas). 

Esta cena verdadeira, que parece ter saído de filmes, aconteceu no casamento de Sian Jenkins e Rupert Hammerton-Fraser. Um casal tão fascinado pela Idade Média que recriou uma cerimônia medieval até nos mínimos detalhes - a noiva até prometeu ser formosa e agradável na cama e ter formas voluptuosas ou curvilíneas (Bonny and Buxon in bed), que é um voto de casamento do século 14.

O evento custou £ 30.000 (trinta mil libras esterlinas). A cerimônia de casamento foi realizada em Lulworth Castle em Dorset na Inglaterra e terminou com um banquete, onde os convidados usaram trajes de época confeccionados especialmente para a ocasião e foram servidas iguarias medievais. No dia seguinte houve a justa (esporte medieval) com combate de espada e até mesmo uma batalha foi encenada em grande escala. Rupert, o noivo, saiu com seu escudeiro e portador do anel e lutou contra os desafiantes com espada, uma prática comum no século 14.

A noiva Sian comentou que as famílias ficaram um pouco supresas quando eles disseram que queriam um casamento assim. Mas eles "vestiram a camisa", partilharam nossos sonhos e confeccionaram suas vestimentas para o casamento.

O noivo, que é professor, declarou que o casamento levou dois anos de planejamento e pesquisa e foi em torno de 99% historicamente preciso.

"Meus amigos do sexo masculino e eu bebemos cerveja e polimos nossas armaduras antes de irmos para o castelo", disse ele. "Cheguei com uma guarda de três homens armados, meu padrinho (best man), escudeiro e chefe da portaria (usher). "Minha noiva, em seguida, montou uma égua branca e foi escoltada por seu amigo mais velho, a madrinha (dama de honra pricipal), três cavaleiros com armaduras e três damas de honra auxiliares."

O casal, que vive em High Wycombe no Condado de Buckinghamshire, e seus convidados beberam e dançaram a noite toda antes de acordar para mais um dia de eventos históricos. Hammerton-Fraser disse: "Nós tivemos grandes momentos com malabaristas e falcoaria. Terminamos o dia com uma justa ".

A noiva acrescentou: "Desde os 15 anos participo de improvisações históricas e tenho paixão por história medieval. Rupert compartilha da minha paixão e por isso um casamento medieval era a escolha óbvia."

O casal fez uma "concessão" para o século 21: eles se casaram oficialmente em Bournemouth Register Office (casamento civil) vestidos com roupas de hoje em dia.







Fotos: reprodução